Início       Farlei        Física       Catequese

 
 
 

      Projeto Secreto

 

Você já pensou em dominar o mundo? Tentar isso fazendo o mesmo que muitos tiramos ao longo da história seria desumano, e estupidez, porque também não funcionaria depois de "dominado". O que faz sentido é cada um dominar o seu mundinho interior para ser verdadeiramente livre dentro de si e assim colaborar para a verdadeira liberdade frente a uma sociedade cheia de ilusões cruéis. Esse projeto pretende alimentar a ação de grupos colaborativos e independentes em divulgar ideias para melhorar o nosso mundo. Você quer participar desse projeto?

 

    

 

      Como funciona o projeto?

O nosso objetivo é alimentar o gosto de aprender, porque "nenhuma mente que se abre para uma nova ideia volta a ter o tamanho original” (Albert Einstein). Tal como a habilidade de liderança, pois todo cidadão deve ser um governante em potencial, para reger a si mesmo e colaborar para o bem comum. Para quê? “Não pergunte o que o seu país pode fazer por você, mas o que você pode fazer pelo seu país” (John F. Kennedy). Entendeu? E você, concorda e se identifica com estes pensamentos? Caso você  tenha medo de pensar, então não está habilitado para participar desse projeto. Veja mais algumas frases, a seguir, e se elas fazem algum sentido para você.

 

“O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons” (Martin Luther King Jr).

“Qualidade significa fazer certo quando ninguém está olhando” (Henry Ford).

“O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo” (Winston Churchill).

“Grandes almas sempre encontram forte oposição de mentes medíocres” (Albert Einstein).
“Respeitem os nerds, pois amanhã eles poderão ser seus patrões” (Bill Gates).

 

Para melhor formar identidade de grupo o Projeto Secreto, nascido em agosto de 2010, faz pose de mistério, tal como uma agência secreta. Tal aspecto confidencial foi um golpe de marketing para atrair interessados... É preciso afirmar que este projeto não é uma sociedade secreta e nem existe simpatia alguma por coisas deste gênero. O aspecto celetista existe, no sentido de não deixar que pessoas que estragam a aula venham estragar esse momento também. Para participar do projeto é preciso ser coerente com as ideias aqui defendidas.

 

Participar deste projeto significa fazer projetos, como exemplo temos uma camiseta, que ajuda na unidade ao grupo, e é acessível para quem é apenas simpatizante ao Projeto Secreto, sendo útil para transmitir boas mensagens e atrair futuros membros. O grupo também pode realizar, como projeto, um conjunto de cartazes informativos ou de conscientização, tal como o Conscientizar. Um exemplo de como imagens encontradas na internet podem ser bem ligadas com frases úteis no contexto escolar. Outros exemplos de projeto seriam palestras, semana de palestras, minicursos, vídeos postados no YouTube... Quais deles o seu grupo vai fazer?

 

 

O projeto é organizado em agentes formando grupos, um coordenador em cada grupo e diretores que trabalhem na interação e alimentação de ideias para grupos. Como fundador deste projeto, eu, Farlei Roberto Mazzarioli, sou um diretor, e tenho por função alimentar ideias e promover a interação entre grupos. A autonomia de cada grupo entre si facilita a criatividade e como isto não é uma religião, então o pensamento dos grupos e dos diretores podem fluir livremente.

 

Na minha direção, este site é o nosso Quartel General (QG) e cada grupo pode se reunir no seu próprio QG, o que pode ser na casa de um de seus agentes ou um grupo no facebook. Deseja-se que os vários grupos dentro da escola se comuniquem. Ou, talvez, os grupos tenham uma base religiosa, cuja igreja seria o seu QG. Isto poderia ser bem aplicada à catequese ou grupo de jovens, mas o Projeto Secreto não tem uma denominação religiosa. Ele foi fundado na E. E. Prof. José Augusto Lopes Borges, em Araçatuba-SP, mas hoje trata-se de uma ação livre com membros de outras escolas e ex-alunos. Este projeto é um esboço, ainda veremos em quantas formas ele poderá se desdobrar no futuro, espero que se canalize nas boas opções.

 

  

 

Quem faz parte do projeto? A palavra agente significa aquele que age, o autor de uma ação, então quem participa nos grupos chamaremos de agente e quem é apenas simpatizante nós daremos o cargo de agente simpático. Então poderá atuar livremente qualquer pessoa que compartilhe o gosto pelas nossas ideias e assim dar apoio aos demais agentes. Estes agentes simpáticos poderão ser agentes secretos tão secretos que só eles saberão da própria existência! Essa loucura pode ser muito útil para termos agentes infiltrados com excelente nível de segurança e deixar qualquer um bastante paranoico contra uma conspiração. Ha ha!

 

A inspiração inicial veio da Royal Society, ou melhor, Real Sociedade de Londres para o Progresso do Conhecimento da Natureza, que sempre teve por objetivo a discussão de assuntos científicos e um de seus presidentes foi sir Isaac Newton. Depois foi a organização terrorista Al Qaeda, de Osama bin Laden (um monstro), cujo nome significa A Base, esta é constituída por células colaborativas e independentes, com o objetivo de ser base de ideologia e de coordenação. Originalmente era uma base de treinamento e o nome pegou. A funcionalidade de ambas atendem bem o nosso objetivo, mesmo que a ideologia da segunda não nos sirva de referencial.

 

      Formação de opinião

Para formar um grupo e ser um agente é necessário ter um objetivo na vida e a decisão de ser útil, não ser quem estraga o ambiente e nem ser plateia de quem o faz, ter sempre uma postura contrária à desordem, e ter vontade de transformar o mundo em que nós vivemos de forma positiva e realista ao que está em nosso alcance. Ou seja, ser gente e estar disposto a ser ainda mais! Para se tornar um agente basta querer e se comprometer mais. É você que se autodenomina um agente, ou seja, burocracia zero. Se você quer participar desse projeto veja "O sentido da vida" para conhecer o nosso pensamento e decidir se você realmente deseja continuar.

 

                      

 

Você entendeu? Faz parte do projeto quem gosta das ideias e começa a fazer alguma coisa nesse sentido. Tanto que já existe uma comunidade no facebook, com o nome The Code, criada pela Caroline Cassoli. Quem mais vai montar um projeto assim? Dentro de uma escola vários grupos podem se reunir e montar projetos, como palestras ou um café filosófico, com a autorização da direção. Isso pode atrair novos membros e ao passo que os grupos se formarem e se tornarem ativos a comunicação entre eles isso vai gerar um polo na escola. Mas antes leiam com atenção o texto "O sentido da vida" para formar opinião no nosso caminho ou não.

 

É preciso se comunicar? Uma reação nuclear precisa de muitos átomos próximos para os nêutrons emitidos provocarem a reação em outros átomos, se ultrapassar a massa crítica torna-se uma reação em cadeia. Com pessoas também é assim, quando muitas estão juntas as qualidades e/ou defeitos alimentam mais nos outros e em si mesmo. Nós queremos ser a alimentação positiva. Eu quero construir uma bomba atômica que só os inteligentes conseguem ver, não de fissão (quebra), mas de fusão (juntar) de átomos (indivíduos). E só os inteligentes vão conseguir ver, não porque ela não existe, tal como a roupa do rei feita de um caro "tecido mágico", mas porque não precisa de uma hierarquia centralizada. Assim é mais barato e vai direto ao ponto.

 

      Formação de líderes

Nós sabemos que a permanência das pessoas depende de acolhida e formação. O acolhimento é presencial e baseado na autenticidade de ser gente, sobre o qual usamos as palavras como transparência, confiança e compromisso. A formação teórica sempre caminha junto com a prática e ainda mais no caso de liderança, pois um verdadeiro líder não gosta de liderar, gosta apenas de organizar as coisas e quer que os outros estejam bem. É a necessidade dos outros que o leva à prática de liderar, e ele deve ser rápido nisso antes que algum tirano lhe tome a oportunidade. Você quer continuar pensando sobre isso? Ou, para você, pensar dói?

 

Sobre a transparência, pensemos na diferença entre um chefe e um líder. O chefe impõe as tarefas por autoridade e tem que ser do jeito que ele quer, o líder apresenta o objetivo necessário e cobra as metas a fim do bem comum. O chefe sempre repassa as ordens incoerentes que os seus chefes incompetentes lhe mandaram passar, o líder apresenta o problema e busca resolvê-lo dentro da realidade, não mascara os fatos aos seus companheiros. Jogar limpo gera amizade, jogar sujo alimenta o ódio nas pessoas. O caráter é fundamental em qualquer relação e vemos isso no que as pessoas mais suspiram. Atitudes erradas dão justificativa a imagem de mentirosos como filhos do diabo (Jo 8,44), algo que a inteligência indica um caminho melhor.

 

   

 

Construir a confiança depende dos valores que a pessoa cultiva dentro de si. Pense, em quem você confia? As pessoas confiam em quem elas consideram legais, e são tidas por legais pelo jeito que vivem, estes são os seus heróis. Pense, quem dá muita consideração ao dinheiro e ao poder vai também considerar bem alguém rico que lhe seja gentil, assim será vítima fácil de políticos corruptos. Em muitas salas de aula há uma plateia que aplaude os palhaços e depois reclama que a aula é ruim, parece o povo brasileiro que elege maus políticos. Eu já me lembrei em país que estamos... Não é o país que faz os seus cidadãos, são seus cidadãos que fazem o país.

 

Quando falamos em compromisso, devemos olhar para a consciência e uma pessoa consciente é alguém com informação do que é certo ou errado e com vontade do que é o certo. Essa vontade pode ser alimentada por algo que se goste ou pelo medo da punição. O que não seria consciência, mas já seria um progresso... Quando não há consciência a sociedade tem o direito de se defender, e mesmo que um indivíduo diga: "não se intrometa na minha vida", a sociedade pode lhe dizer: "não atrapalhe a nossa vida". Todos devemos nos comprometer em contribuir para a disciplina, conscientizando ou apertando quando preciso e quem for preciso.

 

 

Atenção à nossa filosofia! Nós não possuímos as matérias: Metodologia da tortura, Técnicas de genocídio, Psicologia dos psicopatas, Fundamentos da tirania, Filosofia maquiavélica, Estrutura do terrorismo, Instrumentação para a lavagem cerebral, Estratégias de dominação global, Prática em gargalhadas diabólicas e Estágio supervisionado em crueldade. Mas assim pode: "Saudades! Faz tempo que não te vejo... Gostaria de dizer que não pude te estressar hoje, mas quando você estiver assim, lembre-se de mim, e pense que a culpa é minha, não que ela realmente seja, mas se eu tivesse a oportunidade ela seria...". Quando a pessoa que recebe a brincadeira gosta ela te segue, caso contrário ela foge de você, e assim fica evidente se pode ou não.

 

Assista os vídeos a seguir pensando em como fazer um manual de sobrevivência escolar. Pense em como uma mensagem, dentro do contexto do Projeto Secreto, seria bom. Qual está sendo a grande novidade para você nessa formação? Compartilhe isso! Agora veja os vídeos:

Trabalho em equipe O que é aquilo? A Ponte - oficial 2005
For the birds Marketing pessoal Liderança pelo exemplo
À procura da felicidade 10 coisas para não fazer Fomos Heróis
Palavras de motivação Bullying -  Casey Heynes O poder das palavras
Superação - Nick Vujicic Persistência Palavras que machucam
Desafiando gigantes Consequências Amor coreano

Vamos falar um pouco mais sobre esse assunto? O contexto é pertinente em orientações para evitar ser vítima de bullying, pois se conseguirmos superar os pequenos problemas teremos mais força para superar os maiores. A primeira linha de defesa é corrigir as falhas internas, porque vemos que as guerras são perdidas quando um lado se desmorona com o próprio peso. Então não alimente qualquer tipo de "brincadeira" contra a sua vontade, lembre-se que os apelidos que mais pegam são os que incomodam. Não deixe isso te afetar por dentro! Nunca reaja de forma infantil porque isso sempre alimenta a graça. O torturador sente prazer no sofrimento e no desepero da vítima, sendo menos ruim se não perder a esperança (no pós vida...) e não choramingar.

 

Evite estar em posição vulnerável, na sala de aula tente pegar um lugar próximo ao professor e encostado na parede para reduzir o ângulo de ataque do inimigo. Não fique no centro para não ser atacado de todos os lados. Forme um grupo de amigos, lembrando que os "valentões" no fundo são COVARDES porque só perturbam alguém que esteja sozinho e desprotegido. Tome a iniciativa nas amizades, não espere que os outros o procurem. Procure ajuda sempre que for preciso, mesmo sob zombaria ou ameaças. Não buscar ajuda é sempre pior porque vai acumulando e é o que o inimigo deseja. Ache o momento adequado e não seja visto...